Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

O Ser Humano é intrisecamente relacional.

"Um Colo. Orgulho em ser Psicoterapeuta!"

"Um Colo. Orgulho em ser Psicoterapeuta!" (Escrito em 2017)   A minha experiência de mais de 20 anos como Psicoterapeuta, leva-me a sentir que o Ser Humano procura essencialmente um "cólo" (no sentido global da palavra). Alguém que se interesse genuinamente por ele, que esteja motivado para ser empático, que o apoie a lidar de uma forma mais feliz com o seu contexto de vida e com os outros. Sempre, é claro, não descurando os conhecimentos científicos, as técnicas, a experiência relacional profissional e a atualização teórica." 26/10/2021 Não me identifico com a neutralidade de um Técnico de Saúde Mental. Existem sempre sentimentos (contra-transferência) e sendo o Ser Humano, um Ser relacional, os afectos estão igualmente sempre presentes. Um Psicoterapeuta deverá, na minha opinião, ter capacidade de entrega e vocação. C.S.C.  
Mensagens recentes

Deixar de Fumar

Deixar de Fumar     Algum dia pensou deixar de fumar?   Vários são os malefícios do tabaco, uma vez que pode trazer doenças como o cancro, doenças cardíacas e outras. Não esqueça que ele é uma das causas mais importante de morte. Do fumo do tabaco fazem parte substâncias tóxicas como o monóxico de carbono e o alcatrão. O que o torna dependente é a nicotina, que está presente nos cigarros, cigarrilhas e charutos. Fumar é uma dependência, uma adicção, que lhe pode tirar a vida. Para deixar de fumar torna-se muito importante   perceber as razões para o deixar de fazer e as recompensas que irá adquirir. Em relação às razões para deixar de fumar, podemos pensar na melhoria da sua saúde e da sua qualidade de vida, assim como no receio de ter uma doença. Por outro lado, pode querer dar o exemplo, ter aprovação familiar e social, auto-disciplina ou respeitar os direitos dos não fumadores. Podemos igualmente falar da questão monetária, poque se poderá poupar bastante din

A influência Psicológica do uso de máscara em tempo Covid.

Sabemos da importância do contacto pelo olhar em qualquer relação humana. As expressões de rosto estão presentes na comunicação não verbal, influenciando as relações inter-individuais.   O nosso rosto costumava estar "exposto" num Mundo normal.   No entanto, hoje, neste terrível tempo de Pandemia, temos o dever social de nos protegermos recíprocamente através do uso de uma máscara.   Que consequências   a nível psicológico poderão suceder devidas a este facto?   O nosso olhar transmite emoções, sentimentos e   toda uma panóplia de mensagens, que podemos perceber desde uma idade muito precoce, como numa relação de uma mãe com o seu bébé. Quando usamos uma máscara que apenas deixa os nossos olhos visíveis, toda essa informação fica ampliada, porque são os únicos estímulos faciais   que   podemos utilizar para comunicar com o Outro. Todos os outros, como as expressões, estão encobertos.   Neste contexto, uma pessoa que apresente uma personalidade mais introvertida pode sentir-

Motivação e Relação em Psicoterapia

   Motivação e Relação em Psicoterapia   Após estes mais de 20 anos de experiência no trabalho Psicoterapêutico, sinto cada vez mais a importância da motivação do paciente para a terapia mental. Quando a própria pessoa procura a ajuda de um Especialista, ela apresenta uma vontade de   ser mais feliz. Quando é outro que a pressiona a marcar consulta, a relação terapêutica pode até desenvolver-se, mas não foi a própria pessoa que sentiu a necessidade e tomou a atitude de procurar ajuda, e isso faz toda a diferença no processo. Se precisar de retirar um dente, mesmo que a motivação não seja abundante, a eliminação do mesmo poderá ser um sucesso. No entanto, toda a dinâmica da terapia da mente implica que a pessoa em causa pretenda genuinamente Mudar. Pode-se ir a um Psicoterapeuta para se conhecer melhor a si próprio, para resolver um sintoma relacionado com a área psicológica, entre muitos outros objectivos, mas existe uma condição fundamental que é a da Motivação. Quando alguém

Pensar em tempo veloz

Será que vale a pena pensar? Será que pensar em nós próprios, na nossa personalidade, nas defesas que utilizamos para a ansiedade e tristeza, nas nossas relações com os outros, nossas fantasias, nossa sexualidade, nossa agressividade e como lidamos com ela, nossas crenças, nossos comportamentos, tem sentido neste mundo em 2019? Vivemos a uma velocidade incrível, em que os dias passam como relâmpagos  e, num tempo relativo, talvez o não pensar contribua para essa maior sensação de velocidade. Quando aparece algum sintoma psicológico que leva a pedir ajuda, logo a ideia de tomar um comprimido "milagroso" que rapidamente resolva o problema, encontra espaço em muitas pessoas. Estes medicamentos, dos quais não sou contra e que muitas vezes aconselho encaminhando para o profissional adequado (Psiquiatra), nem sempre são necessários e outras vezes devem ser acompanhados de Psicoterapia. A Psicoterapia tem por objectivo perceber as causas dos sintomas e nesse sentido resolver.

Moçambique - Missão em Lisboa

Há muitos anos atrás, ainda estudava naquela Escola de Enfermagem, onde me apercebi que a minha vocação era a Psicologia, senti o apelo da ajuda missionária. Hoje, Moçambique está a viver um dos períodos mais difíceis da sua existência e eu continuo por Lisboa. Penso, por exemplo, naquela família moçambicana que ficou apoiada numa árvore, tentando sobreviver ao ciclone, com todas as consequências físicas e psicológicas que daí decorreram. "A resiliência é a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, stress, algum tipo de evento traumático, etc. - sem entrar em surto psicológico, emocional ou físico, por encontrar soluções estratégicas para enfrentar e superar as adversidades." E por falar em resiliência, enalteço a força deste povo, que neste momento luta a todo o momento, muitas vezes apenas para beber água não contaminada. Que perdeu entes queridos, que não tem s

Psicologia - Uma Paixão

Quando pensei o que gostaria de Ser, nunca hesitei que seria algo relacionado com o trabalho directo com Pessoas e tentando apoiar. Motivada pelo gosto pela Saúde e desejando um contacto profissional próximo com os pacientes, ingressei no Curso de Enfermagem, percebendo na prática clínica, "no saber de experiência feito", que a minha Vocação era a da Psicologia. O que me interessava, já nessa altura, era a Relação e a Compreensão/Análise da Saúde Mental Humana. Por estes motivos, afirmo que para se ser Profissional de determinadas profissões, se deve ter vocação e aptidão, e em primeiro lugar Gostar de Pessoas, efectivamente. Penso que deveriam ser sempre efectuados Testes Psicotécnicos de avaliação para candidatos a Cursos que lidam com Pessoas, como o de Psicologia, Medicina, etc. Isto, porque tanto ou mais importante do que os conhecimentos científicos e técnicos, é a Relação Humana, como nos diz Carl Jung - "Conheça todas as teorias, domine todas as técnica